A nova guerra fria

A agressão russa à Ucrânia lança a Europa numa nova guerra fria

Russland: Wladimir Putin gibt sich im Streit um Deutsche Welle  gesprächsbereit | ZEIT ONLINE

A invasão da Ucrânia e uma realidade, esperada por alguns e um completa surpresa para outros as tropas de Putin fazem um ataque à Ucrânia com objetivo de derrubar o actual governo e trazer aquele pais para a esfera da influencia do Kremlin.

Motivações de Putin

As motivações para o gesto de Putin não são tão obvias quanto se possa pensar, a invasão por si mesmo é um risco e neste momento o povo russo esta a sofrer as sanções económicas, da isolamento internacional e não menos grave da perdas humanas e custos desta invasão.

E não existe muito na Ucrânia que Putin possa querer para alem do valor geoestratégico, e uma terra rica em cereais e pouco mais, mas em termos geográficos permite a Rússia fazer uma zona tampão no Sul da Europa em relação aos países da Nato, a que se junta a Bielorrússia ao Norte. Outro aspecto e que na Ucrânia passam quase todos os pipelines de gaz que servem a Europa.

Ukraine Map | Infoplease
Mapa da Ucrânia

Principais pipelines de Gas

A resposta da Europa

Os Europeus fizeram um momento de espera na espectativa da invasão se tornar um facto consumado e irreversível, tal como aconteceu na Geórgia ou na Crimeia, mas a resistência dos ucranianos obrigou os europeus a tomar a iniciativa e responder com sanções e medidas de apoio à Ucrânia num raro gesto de unamidade e de firmeza pela UE, que apanharam os EUA desprevenidos.

As sanções são pesadas para a Rússia mas também vão ser sentidas pelos europeus, que estão dependentes do gas russo, mas também de outras matérias primas e cereais.

Chart: Which European Countries Depend on Russian Gas? | Statista

Cultura de cancelamento

Para alem das sanções oficiais que visaram bancos, empresas e indivíduos ligados ao Kremlin também muitas empresas privadas resolveram fechar actividade na Rússia, nomes como a Boing, Mastercard, Visa, MacDonalds.

Mas também sites e redes sociais como Twitter, Spotify, Netflix, PornoHub, OnlyFans deixaram de operar na Rússia, parem alem de actos de solidariedade questionáveis como expulsar a delegação russa dos jogos para-olímpicos, cancelar Dostoievski numa universidade de Milan ou proibir gatos siberianos em competição.

De facto parece que a estamos perante (mais) uma onda psicótica de massas, de querer retirar tudo o que russo do mundo ocidental, uma cultura de cancelamento promovida pelos media.

Plano Nacional

No plano nacional António Costa vai ter que gerir um pais num cenário de um crise a vários níveis: económica, financeira, energética e ambiental mas as crises normalmente favorecerem os partidos do centro.

Na resposta á invasão da Ucrânia passamos de um país que queria colocar linhas vermelhas ao Chega para um país as avessas com os vermelhos PCP e BE.

O primeiro pelo seu apoio declarado a Rússia apesar de Putin ser tudo menos comunista o segundo pelo zigue-zague politico que alternava entre o odio a Nato e uma demonstração tímida de solidariedade aos ucranianos.

O Chega foi mais inteligente e encarregou-se de repudiar de imediato as ações de Putin e organizar uma manifestarão pela Ucrânia e salvou-se assim do julgamento mediático a que a estrema esquerda foi sujeita.

Mas se o partido de André Ventura expressa bem o seu apoio a Nato e aos valores ocidentais, a nova direita terá dificuldade em fazer distinguir as suas raízes conservadoras e visão antiprogressista e anti-establishment daquilo que é visão conservadora e nacionalista de Putin.

Putin trouxe os fantasmas da guerra fria mas com uma certa nuance, não estamos perante o original Comunismo vs Capitalismo, mas uma coisa e certa Putin tornou-se num activo toxico e quem se juntar a ele será cancelado por meio desta nova sociedade Woke.

Uma nova guerra fria

Livro: Heróis do Ultramar

de Nuno Castro

SINOPSE

Um livro sobre determinação e coragem que nos fala da guerra como o maior desafio à superação individual.

Entre 1961 e 1974, centenas de milhares de portugueses combateram em Angola, em Moçambique e na Guiné. Mas, como acontece em todos os conflitos, só alguns combatentes se destacaram. Heróis do Ultramar traça o retrato de um punhado de homens que se distinguiram nos campos de batalha da Guerra Colonial e que ainda hoje são recordados pela sua bravura extrema.

Portugueses que, independentemente do curso da História, da política ditada pelo governo de Lisboa, das suas próprias convicções e até das suas personalidades por vezes polémicas, demonstraram uma extraordinária capacidade de liderança debaixo de fogo e uma determinação inabalável perante a adversidade e o terror que só uma guerra consegue despertar.

Escrito a partir de vários testemunhos e das memórias dos combatentes, Heróis do Ultramar reúne alguns dos episódios mais ousados e dramáticos das três frentes do conflito português em África, na perspectiva dos seus principais protagonistas no terreno.

https://www.wook.pt/livro/herois-do-ultramar-nuno-castro/14039145

A Democracia de Trudeau

Primeiro Ministro canadiano declara lei marcial para acabar com os protestos dos camionistas.

New Trudeau blackface photo lands on eve of Canada election
Justin Trudeau

Estamos habitados a ler noticias e artigos de opinião sobre a ameaça que lideres como Tumps, Bolsonaro e Victor Orban representam para a democracia dos seus respetivos países, mas quando os lideres dos ditos países civilizados tentam impor verdadeiras ditaduras sanitárias, esmagando qualquer tentativas de oposição e de protestos poucas vozes de ouvem.

E o caso do Canada em que Justin Trudeau decidiu invocar um estado de emergência para fazer face aos protestos pacíficos (não confundir com os protestos “pacíficos” dos BLM) dos camionistas canadianos que se opõem entre outras coisas à vacinação obrigatória.

A declaração de estado de emergência da amplos poderes a Trudeau no entanto esta já foi denunciada por organizações no Canada.

https://globalnews.ca/news/8620547/ccla-emergency-legislation-democracy-civil-liberties/

A própria BBC tem dificuldade em explicar esta decisão:

A Lei de Emergências descreve quatro tipos diferentes de emergências: emergências de bem-estar público, emergências de ordem pública, emergências internacionais e emergências de guerra. Se a legislação for invocada esta semana, provavelmente estará na categoria ‘ordem pública’. Novamente, os critérios aqui são rígidos – protestos legais não se qualificam.

Em vez disso, a situação deve ser considerada uma ameaça à segurança do Canadá, conforme definido pela Lei do Serviço de Inteligência de Segurança Canadense. Esta lei descreve quatro cenários possíveis:

-Espionagem ou sabotagem
-Atividades de influência estrangeira
-Ameaças ou uso de atos de violência grave para fins políticos, religiosos ou ideológicos
-Atos encobertos e ilegais destinados a minar ou derrubar o governo constitucionalmente estabelecido


Até agora, não está claro em qual cenário Trudeau se basearia para justificar o uso da Lei de Emergência.

Que poderes concede a Lei de Emergências?

Sob a lei, o governo tem uma série de poderes de longo alcance à sua disposição.

O governo pode proibir viagens de ou para áreas específicas – do Parliament Hill ou das principais passagens de fronteira, por exemplo. Poderia ordenar a evacuação de pessoas e bens pessoais de certas áreas, possivelmente usando esse poder para limpar áreas congestionadas de manifestantes. E poderia direcionar indivíduos e empresas a prestarem serviços essenciais, talvez ordenando que empresas de guinchos prestem seus serviços e desobstruam as ruas de manifestantes e seus veículos.

Mas embora o governo de Trudeau possa em breve receber quase carta branca para responder aos protestos, não há indicação de que o primeiro-ministro também buscará uma intervenção militar.

Embora Trudeau tenha dito que “tudo está na mesa”, ele sustentou que o envolvimento militar seria o último recurso.

“Estamos muito longe de ter que chamar os militares”, disse ele na sexta-feira.

https://www.bbc.com/news/world-us-canada-60381096

Os protestos não tem sido violentos, houve um caso de 11 detenções em Alberta e os protestos foram cancelados logo apos esse incidente.

Depois de ter cancelando a transferência de fundos através de plataformas de crowdfunding o governo canadiano com a imposição deste estado de emergência tem agora a capacidade de mandar congelar contas bancarias suspeitas sem a necessidade mandato judicial.

https://www.bbc.com/news/world-us-canada-60383385

A própria lei contra o financiamento de terroristas vai ser alterado para controlar plataformas de crowdfunding e moedas criptográficas.

https://www.zdnet.com/article/canada-expands-terrorism-financing-laws-to-include-crypto-and-crowdfunding/

BLM e os 60M

Os problemas do movimento BLM em manter contas certas

O movimento BLM recebeu donativos muito generosos no auge dos protestos pela morte de George Floyd, muitas empresas norte-americanas transferiram milhões de dólares para esta organização na esperança de assim de serem vistas como paladinos da justiça racial.

Patrisse Cullors um dos membros fundadores do movimento BLM nos EUA, que inclui vários grupos, demitiu-se depois de dificuldade em explicar porque gastou milhões na compra de mansões nas zonas mais exclusivas de LA.

https://www.latimes.com/california/story/2021-05-28/founder-patrisse-cullors-quits-opens-new-era-black-lives-matter

Todavia parece que Patrisse Cullors transferiu vários milhões de dólares para um grupo do Canada, gerido pela sua mulher, que foram utlizados para compra de uma mansão vitoriana no centro de Toronto.

https://www.dailymail.co.uk/news/article-10457275/BLM-transferred-millions-Canadian-charity-run-wife-founder-Toronto-mansion.html

Ao mesmo tempo que o estado Califórnia ameaça o grupo de acção legal se este não demonstrar o que foi feito a cerca de $60M em donativos.

https://www.dailymail.co.uk/news/article-10466461/California-threatens-hold-BLMs-leaders-personally-liable-missing-financial-records.html

O Black Lives Matter transferiu milhões de dólares para uma instituição de caridade canadense administrada pela esposa do cofundador Patrisse Cullors, de acordo com um relatório, que foi usado para comprar uma mansão de US $ 6,3 milhões em Toronto para abrigar um centro de artes.

As notícias da transferência de dinheiro para o grupo canadense levantaram mais questões sobre transparência e responsabilidade no Black Lives Matter – dias depois que os auditores disseram que era necessário um inquérito sobre o manuseio do cofre de guerra de US $ 60 milhões do BLM, e menos de um ano depois que Cullors foi forçada a se retirar em meio a perguntas sobre seu próprio império imobiliário. A BLM Canada anunciou em julho de 2021 que havia comprado recentemente uma mansão vitoriana de três andares na área de Baldwin Village, em Toronto, perto do centro da cidade. A imponente casa de tijolos vermelhos foi anteriormente a sede do Partido Comunista.

No sábado, o New York Post informou que os fundos para comprar a propriedade vieram do Black Lives Matter e foram transferidos da rede global para a M4BJ – uma organização sem fins lucrativos com sede em Toronto criada por Janaya Khan e outros ativistas canadenses.

Khan é a esposa da cofundadora do BLM, Patrisse Cullors.

https://www.dailymail.co.uk/news/article-10457275/BLM-transferred-millions-Canadian-charity-run-wife-founder-Toronto-mansion.html

Biden afunda nas sondagens

Biden é mais impopular que Trump

https://www.reuters.com/world/us/biden-approval-rating-drops-new-low-41-reutersipsos-poll-finds-2022-02-03/
https://projects.fivethirtyeight.com/biden-approval-rating/

e 51% de eleitores democratas não quer Biden numa possível reeleição

https://edition.cnn.com/2022/02/13/politics/cnn-poll-biden-trump-2024/index.html

A pesquisa, realizada em janeiro e fevereiro, descobriu que 45% dos eleitores democratas e de inclinação democrata queriam ver o partido renomear Biden em 2024, enquanto 51% preferiam um candidato diferente.


Do outro lado do corredor, eleitores republicanos e de inclinação republicana estão divididos entre querer que seu partido nomeie Trump novamente (50%) ou querer um candidato diferente (49%). A maioria dos republicanos (54%) favoreceu Trump, em comparação com 38% dos independentes de tendência republicana.

https://edition.cnn.com/2022/02/13/politics/cnn-poll-biden-trump-2024/index.html

Para a CNN 54% ou 45% é a mesma coisa e de facto já fizeram um spin.

De referir que Jeff Zucker e a namorada foram despedidos da CNN por entre coisas ajudarem a Andrew Cuomo.

https://nypost.com/2022/02/03/jeff-zuckers-real-crime-helping-andrew-cuomo/

Outubro 2019

Por outro lado, os partidos da esquerda enfrentam a concorrência de outras forças no parlamento como o PAN ou o Livre com quem partilham o eleitorado. Particularmente no caso do BE que para ser um partido do arco governativo teve de deixar cair a sua veia mais reivindicativa, não seria surpresa nenhuma ver o BE passar pelo mesmo cataclisma que o CDS num putativo desmoronamento do quadro governativo.

….

André Ventura, foi sem dúvida nenhuma, um dos grandes vencedores da noite, com um mão cheia de frases feitas e uma postura hostil conseguiu trazer a extrema-direita para o parlamento 45 anos após o 25 de Abril. Num pais dito moderado em que o establisment tende para a esquerda este é um feito que merece reflexão no meio politico-partidário.

O Chega não possui consistência politica nem uma estrutura coerente, todavia está posicionado numa franja partidária que actualmente não tem representação partidária: os empregados do sector privado, a classe media-baixa que está a pagar a crise, que sofre com a degradação dos transportes, públicos, que paga a factura da globalização e do liberalismo económico e a que se junta a pressão do turismo e da imigração.

Aqueles que estão fora das estruturas sindicais controladas pelo PCP ou BE, ou melhor, indivíduos tais como os camionistas de matérias perigosas que se viram sozinhos contra um governo e oposição. Existe um terreno fértil em que André Ventura pode cultivar as suas ambições politicas, e o seu sucesso vai depender muito da estratégia do CDS e na competência e capacidade governativo do governo PS.

….

O maior desafio do IL é crescer num pais que não tem tradição liberal e que em certos sectores abonomia o liberalismo. As ideias do IL podem ter cativado uma classe media alta com um nível, quadros superiores de empresas, pessoas com formação superior, mas esse é um grupo pequeno de uma população que vive do estado ou numa economia privada dominada por uma mão cheia de bancos e grandes empresas.

https://direitaportuguesa.net/2019/10/

Feminismo e mulheres

O feminismo quer mesmo ajudar as mulheres?

Rita Matias do partido Chega esteve sobre luz do holofotes devia ao facto de se confessar como anti-feminista numa entrevista a CNN como a Joana Amaral Dias.

Rita Matias, única deputada do Chega, explica porque é antifeminista e Joana Amaral Dias acusa: “Está com vergonha das ideias do partido”

A jovem pela sua inexperiência e nervosíssimo foi incapaz de explicar o seu ponto de vista e acabou por ser alvo de muitas criticas.

Curiosamente isto aconteceu na mesma altura que a RFM publicava esta noticia que caberia perfeitamente numa coluna de imprensa falsa se apenas não fosse verdade.

https://rfm.sapo.pt/content/12282/estudo-indica-que-a-palavra-mae-deve-ser-substituida-por-pessoa-lactante-para-criar-uma-linguagem-neutra

Feminismo de 3ra vaga

Rita Matias e o Chega vê o papel de mulher (fêmea humana) no seu papel mais tradicional no seio familiar em que a família nuclear é a base de toda a sociedade.

A ultima vaga do feminismo coloca a mulher em competição com o homem, nas mais variadas vertentes: trabalho, academia, vida social em que para haver justiça tem que haver um equidade total entre géneros.

Para que isto aconteça promove a figura da mulher como alguém independente focada no seu futuro profissional renegando a vida familiar para um segundo plano, quando não colocando a maternidade ou estabelecimento de uniões familiares como um obstáculo para a sua emancipação.

A pergunta e simples, as mulheres de hoje são mais felizes do que as de uma década atrás?

A resposta vem da Vox um meio de comunicação progressista e é negativa.

https://www.vox.com/the-highlight/2019/11/13/20959863/women-happy-chores-gender-gap

O artigo (em banda desenhada) de certa forma deixa entender que o caracter mais liberal e promíscuo dos relacionamentos de hoje em dia acaba por favorecer mais os homens do que as mulheres.

A pergunta fica por corresponder, está o feminismo de hoje em dia a tornar as mulheres mais felizes e com uma vida satisfatória ou é apenas uma ideologia radical que esta a sacrificar a vida das mulheres pela ilusão da equidade entre géneros?

Feminismo, Trans-feminismo

Mas se o feminismo defende as mulheres o que é uma mulher?

JK Rowling autora de Harry Potter, proclamada, feminista já enfrentou um auto de fé por destas cultura woke que defende o transgenderismo ou a ideologia de género.

O “cancelamento” de Rowling As críticas contra J.K. Rowling começaram em junho de 2020 depois da escritora ter feito um comentário contrário a um artigo de opinião do site de desenvolvimento global Devex intitulado “Criar um mundo mais igualitário pós-Covid-19 para as pessoas que menstruam”.

Para a autora de Harry Potter, o termo “mulheres” devia ter sido usado na frase, o que gerou protestos da comunidade trans.“’Pessoas que menstruam… Tenho a certeza de que costumava haver uma palavra para essas pessoas. Alguém me ajude? Wumben? Wimpund? Woomud? (modificações propositais da palavra “woman’”, que significa “mulher” em inglês)”, escreveu no seu Twitter, na altura. Rapidamente muitas foram as vozes que alertaram que as visões de Rowling “igualavam a feminilidade à menstruação” – sendo que há muitos homens transexuais que menstruam, e muitas mulheres trans que não.

“Consegue escrever e inventar um mundo mágico inteiro, mas não consegue entender que homens transexuais existem? Eu não menstruo desde 2017 – a minha feminilidade não existe desde que eu não tenho menstruação?”, interrogou  a autora britânica e colunista de relacionamentos, Beth McColl. Contudo, Rowling, de 56 anos, contestou as acusações de que estaria a ser “transfóbica”, defendendo que o seus comentários não tiveram o objetivo de ofender a comunidade transexual, apenas sublinhar que “o sexo é real e tem consequências vívidas”. 

https://sol.sapo.pt/artigo/759965/harry-potter-a-queda-da-varinha-de-j-k-rowling-

No mundo dos desportos, mulheres ou homens que se identificam como mulheres destroem recordes nas competições femininas.

https://www.outsports.com/trans/2021/12/6/22818258/lia-thomas-ncaa-swimming-penn-ivy-records-trans-swimmer
Lia Thomas, nadadora trans.

E aonde andam as feministas? ou trans-feministas?

O culto LGBT+

Na Universidade de Coimbra tivemos um debate Reflexões não-monogâmicas e porquê a família deve acabar

Amanda Palha é travesti, bissexual, mãe, feminista e anticapitalista. É educadora popular e especialista em estudos de gênero e da família, sendo considerada uma das mais importantes vozes do ativismo transvestigênere no Brasil atualmente. É autora do dossiê de capa da Margem Esquerda #33, sobre marxismo e lutas LGBT.

https://ces.uc.pt/pt/agenda-noticias/agenda-de-eventos/2021/reflexoes-nao-monogamicas-e-porque-a-familia-deve-acabar

A família e uma ferramenta de opressão tal como a chamada heteronormatividade.

Heteronormatividade ( é um termo usado para descrever situações nas quais orientações sexuais diferentes da heterossexual são marginalizadas, ignoradas ou perseguidas por práticas sociais, crenças ou políticas. Isto inclui a ideia de que os seres humanos recaem em duas categorias distintas e complementares: macho e fêmea; que relações sexuais e maritais são normais somente entre pessoas de sexos diferentes; e que cada sexo tem certos papéis naturais na vida. Assim, sexo físico, identidade de gênero e papel social de gênero deveriam enquadrar qualquer pessoa dentro de normas integralmente masculinas ou femininas, e a heterossexualidade é considerada como sendo a única orientação sexual normal. As normas que este termo descreve ou critica podem ser abertas, encobertas ou implícitas. Aqueles que identificam e criticam a heteronormatividade dizem que ela distorce o discurso ao estigmatizar conceitos desviantes tanto de sexualidade quanto de gênero e tornam certos tipos de autoexpressão mais difíceis.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Heteronormatividade
Heteronormatividade - O que é?

No Canada qualquer tipo de terapia de conversão foi banida e criminalizada.

Sob a nova lei, quem tentar submeter alguém de qualquer idade, consentindo ou não, à chamada terapia de conversão pode pegar até cinco anos de prisão.

Além disso, se alguém for descoberto promovendo, anunciando ou lucrando com a prática, pode pegar até dois anos de prisão.

As terapias de conversão são baseadas na premissa de que a orientação sexual pode ser alterada ou “curada”. Muitas vezes é realizado por líderes religiosos, mas médicos licenciados também estão envolvidos na prática.

Entre as práticas seguidas na conversão incluem terapia de conversação e aversão, bem como tratamentos médicos ou induzidos por drogas.

Além do Canadá, existem apenas alguns países que proibiram as terapias de conversão, são eles: Brasil, Equador, Alemanha e Malta têm uma proibição total da prática.

Alguns países proibiram a prática indiretamente, por exemplo, Argentina, Uruguai, Samoa, Fiji e Naura, EUA, Austrália e Espanha a proibiram em algumas áreas.

Google Translate

https://www.wionews.com/world/canada-officially-bans-lgbt-conversion-therapy-makes-it-a-punishable-offence-443761

Image

A lei criminaliza a conversão para heterossexual ou cisgender (dita normal) mas não penaliza as outras ou seja e uma lei anti-conversão heterossexual mas o endoutrinamento de crianças com o culto LGBT+ e tolerado e o resultado e o culto continua a crescer:

Let’s Go Brandon

Presidência de Biden transforma-se num verdadeiro desastre.

O quão má é a presidência de Joe Bide? A Taxa de aprovação e comparável a de Trump.

O presidente que queria unir a America tem encontrado muitas dificuldades e na semana passada o Senado derrotou a sua proposta para acabar com o filibuster de forma a passar a sua lei de reforma da lei eleitoral ou de “voting rights”.

A inflação esta para ficar, a saída do Afeganistão deixou um gosto muito amargo nos norte-americanos e as eleições da Virgina mostraram a Joe Biden que os cidadão não estão alinhados com as suas politicas progressistas e a sua idade parece ser um limitador muito grande para o velho senador.

Com isto as eleições intercalares de Novembro parecem trazer nuvens negras sobre o ceu da Casa Branca e a possibilidade dos Democratas perderem o controlo da Casa de do Senado.

https://thehill.com/opinion/campaign/590106-could-the-coming-red-wave-election-become-a-red-tsunami

Para piorar as coisas Joe Biden teve uma conferencia de imprensa desastrosa em que disse que uma pequena invasão da Ucrânia pela Rússia poderia ser tolerada e lançou duvidas sobre a legitimidade do processo eleitoral.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, fez uma rara aparição na Fox News na manhã de quinta-feira para tentar limpar a situação do presidente Biden um dia após sua primeira coletiva de imprensa solo de 2022.

O presidente causou indignação generalizada na entrevista coletiva de quarta-feira ao sugerir que uma “pequena incursão” na Ucrânia por forças russas receberia uma resposta menos robusta.

Biden também afirmou na quarta-feira que as eleições de meio de mandato deste ano “facilmente poderiam ser ilegítimas” se o Senado não aprovar uma ampla reforma eleitoral que morreu horas depois, quando os senadores Joe Manchin (D-WV) e Kyrsten Sinema (D-Ariz.) votaram. para defender a obstrução legislativa de 60 votos.

Google translate

https://nypost.com/2022/01/20/jen-psaki-goes-on-fox-news-to-clean-up-after-joe-biden-presser/

E como esta a situação dos Estados Unidos? Tucker Carlson faz um relato dantesco sobre a Califórnia.

Campanha eleitoral – Chega

Haverá enviesamento dos média em relação ao Chega nesta campanha eleitoral?

Isto são os posts de um suposto jornalista de referência.

O Jornalista justifica-se que e livre de fazer o jornalismo que quer, mas isto não é um trabalho jornalístico e mais um trabalho de um ativista de soundbytes e catch phrases como fazem os populista que tanto critica, resta saber que prémio terá ganho André Carvalho Ramos.

Outros exemplos de jornalismo:

ImagemImagem

O jornalismo esta a morrer porque os jornalistas se querem substituir ao poder politico em vez de os fiscalizarem, nada de bom virá daqui.

Os tweets da Joacine

Joacine Katar Moreia continua com a sua saga no Twitter

Depois de ter choramingado para os jornais com a parodia feita por Pedro Frazão do Chega, a ex-deputada decidiu mostrar que não tem problemas nenhuns em fazer tweets ofensivos.

Mais uma vez a imprensa nacional fechou os olhos e guardou a ultraje e os falsos moralismos para outra altura.

É um ataque a mim e a todas as mulheres”. Joacine vai apresentar queixa na  AR contra Chega

carmo afonso on Twitter: "carlos vaz marques sempre a pegar em cada assunto  pelo lado mais fácil q nunca é o certo." / Twitter

Um grande democrata esta senhora.

BE vs IL

Bloco e IL disputam o eleitorado dos miúdos de 16 anos facilmente influenciáveis pelos ideais políticos.

Como começou

Image
Image
Image

A resposta

Image

A coisa está preta

Dado o grau de irracionalidade com a crises do vírus woke e a pandemia qualquer relato ou comentário sobre a realidade e um mergulho do campo da irracionlidade.

#1 – Joacine e a clareza das coisas

Imagem

(fonte: https://t.me/invictus_portucale/3513)

#2 – CNN e o negro questão

Joe mas pouco

Joe Biden está prestes a tornar-se num dos presidentes mais impopulares da historia dos EUA.

O Dn finalmente tem uma artigo sobre a impopularidade de Joe Biden, neste caso sobre o cantigo “Let’s go Brandon”

https://www.dn.pt/internacional/lets-go-brandon-a-frase-que-se-transformou-num-insulto-a-biden-14274944.html

Let’s Go Brandon e eufemismo para a frase “F.. Joe Biden” que recentemente se tornou muito popular.

Joe Biden Town Hall—Five Strange Moments You Might Have Missed
https://www.newsweek.com/joe-biden-town-hall-strange-moments-cnn-anderson-cooper-1641533

Umas das razões porque se tornou popular e que as pessoas estão a ficar fartas do velho Joe e as sondagens revelam números assustadores para os democratas.

Biden’s job rating sinks to 42 percent in a new NBC poll. @disclosetv
This image has an empty alt attribute; its file name is image-10-1024x391.png
https://projects.fivethirtyeight.com/biden-approval-rating/

Os democratas estão a ficar tão aborrecidos com esta moda que já comparam quem utiliza este frase a terroristas do ISIS.

Twitter mob EXIGE Piloto de incêndio do sudoeste para canto anti-Biden de intercomunicação – MAGA se funde com ISIS?

Um piloto da Southwest Airlines foi vilipendiado por encerrar sua mensagem de intercomunicador com “Let’s Go Brandon”, com um analista da CNN e ex-agente do FBI comparando seus sentimentos anti-Biden com o apoio ao ISIS.

Asha Rangappa foi mais longe ao negar que o ISIS “jogou aviões contra edifícios”, mas acrescentou que o MAGA tentou derrubar o governo e “ameaçou enforcar o VP”, enquanto sua colega da CNN Juliette Kayyem pediu aos passageiros que apresentassem queixas para forçar a ação.

A ex-candidata ao Congresso Regina Marston também afirmou que era uma ofensa “desrespeitar o POTUS”.

Quanto tempo antes de uma companhia aérea aparecer chamada, Let’s Fly Brandon ….?

https://t.me/rtnews/14426

Refugiados mas pouco

imagine my shock - PJW 22 | Meme Generator

Na Alemanha num acontecimento bizarro um refugiado afegão decidiu esvaziar uma Igreja cristão porque acha o cristianismo é errado. Possivelmente nem lhe disseram que a Alemanha era um pais de maioria cristã.

O padre da paroquia coloca as coisas de uma forma simples.

“Condeno veementemente esta invasão com danos materiais. Este comportamento é a razão pela qual já implorei no verão para não aceitar mais refugiados do Afeganistão. A maioria rejeita a nossa cultura. É um equívoco pensar que eles gostariam de se integrar bem, como o incidente de ontem prova mais uma vez.”

Matthias Jendricke (Afghan refugee clears out church, destroys Jesus figure – Disclose.tv)

Quando é que as autoridades europeias deixam de prestar atenção a extrema esquerda e deixam de prosseguir politicas de imigração completamente irrealistas e que só vão causas a destruição da sociedade??